POR QUE COMO MESMO SEM ESTAR COM FOME? QUANDO ISSO SE TORNA UM HÁBITO.

POR QUE COMO MESMO SEM ESTAR COM FOME

Por que como mesmo sem estar com fome?

Todos nós já nos perguntamos “Por que como mesmo sem estar com fome?”, e às vezes nós nem sequer percebemos quando está acontecendo. Quando isso se torna um hábito e você passa a comer muito sem pensar, isso se tornará um problema de peso.

Talvez você belisque quando está entediada, ou enfie a sua mão dentro do frasco de doces no escritório cada vez que passa por ele, e todas estas são oportunidades para comer mesmo sem estar com fome, colocando em grande risco a manutenção de suas medidas.

Não importa porque a comida chama seu nome, mas uma coisa é certa: Todos nós já comemos algo mesmo quando não estávamos realmente com fome, e isso tende a se tornar um péssimo hábito alimentar.

Durante um tempo isso pode não significar grande coisa, mas dependendo do que você come, certamente prejudicará a sua saúde também, principalmente porque é comum uma grande quantidade de açúcar associada aos tão desejados docinhos.

Dê uma olhada nessas 10 situações que incentivam você a comer quando não está com fome, além de dicas para lidar de forma mais saudável.

1-Comer para lidar com uma emoção

As emoções são um gatilho comum para querer comer.

Se está feliz, você pode comer um pequeno deleite para comemorar.

Se está triste, você pode comer uma comidinha como consolo para acalmar-se.

Irritada? Você pode colocar isso para fora com uma boa garfada de comida em vez de confrontar a real causa da sua irritação.

Mas se você recorrer à comida por razões emocionais, você não vai resolver os problemas.

Em vez disso, você pode tentar controlar o seu impulso lendo um jornal ou uma revista, enquanto observa o seu verdadeiro estado emocional naqueles momentos em que estiver propensa a querer fazer mais um “lanchinho”.

Escrever sobre isso também pode ajudá-la a fazer uma conexão que não tinha visto antes, como o fato de você querer comer quando está sozinha ou com raiva.

Então, no futuro você vai saber encontrar diferentes alternativas, como chamar uma amiga quando você está sozinha ou a beira de recorrer a comilança, naqueles momentos que que você está com raiva ou estressada.

2-Comer por tédio

Às vezes você não está emocionalmente afetada, mas apenas entediada.

Para muitas pessoas, comer parece ser uma boa solução quando não há nada melhor para fazer. Mas o ato de comer só pode durar por um certo espaço de tempo, e então você tem uma tarde para preencher!

Se você sabe que o tédio é um gatilho para o sua “fome”, tenha uma lista de estratégias para manter-se ocupada e entretida quando você não tiver mais nada para fazer.

Recupere a conversa atrasada com uma velha amiga, escreva uma carta manuscrita a moda antiga pra enviar pelo correio normal, escreva em seu diário ou blog, ofereça-se para trabalho voluntário na sua comunidade, assuma um novo hobby ou leia um livro que você sempre quis ler.

Melhor ainda, transforme o seu tédio um desafio ativo, como tentar uma nova faculdade, jogar um jogo de vídeo interativo como aqueles de Xbox ou Wii que fazem você se movimentar, ou até mesmo, quem sabe, leve seu cão para uma caminhada.

Comer simplesmente por comer não vai mais parecer tão atraente, se você tiver uma alternativa divertida para ocupar sua mente e seu corpo!

3-Comer porque outras pessoas estão Comendo

Quando você está fora de casa desfrutando de um jantar com a família ou amigos, torna-se fácil continuar a comer mesmo quando você já não tem mais fome, especialmente se você está apaixonada numa conversa gostosa e não presta mais atenção ao seu nível de saciedade.

É fácil e bem comum ser induzida pelos outros ao seu redor, quando estão comendo também. Isso faz você se sentir incluída e achar que não tem nada de mais, já que todo mundo está fazendo a mesma coisa. Pesquisas mostram que tendemos a imitar as ações dos nossos companheiros em situações como essas.

Você não tem que amaldiçoar as “happy hour” com os amigos para cuidar do seu peso.

Quando seus companheiros de jantar devorarem uma segunda ou terceira porção de petiscos ou batatas fritas, ou pedem a sobremesa, não siga automaticamente.

Observe-se e sinta o seu nível de fome para ver se você realmente precisa de mais, ou se você vai estar mais satisfeita com boa conversa divertida.

4-Comer porque a comida está lá

Tem um pote de doce no escritório que chama seu nome?

Você se sente impotente para recusar comida em uma festa, mesmo que você já tenha comido e esteja satisfeita?

Quando uma guloseima está ao alcance da sua vista e está tão fácil de pegar um pouquinho, você pega simplesmente porque ela está lá, e isso parece muito bom. Você gosta disso. Qual é o mal?

Qualquer alimento que fica nas proximidades, visível e de fácil acesso, torna difícil para qualquer um recusar.

Se você é incapaz de não puxar esse gatilho, mova os deleites para fora de vista, pois assim ficará menos propensa a pegar um punhado. Coloque em uma prateleira alta em um armário e não sobre o balcão.

Em vez de um frasco de doce transparente, tente um opaco ou leve para outro local (alternativamente, deixe os doces num frasco com um mix de nozes e outros oleaginosos saudáveis).

Quando você já está cheia numa festa, posicione-se de costas para a mesa ou mude de sala. Isso também funciona bem ao contrario, ou seja, quando você mantem quantidades de outros alimentos saudáveis ​​à vista, como uma tigela de frutas sobre a mesa, você estará mais propensa a comê-los.

5-Comer porque é uma ocasião especial

Se você trabalha em um escritório grande ou tem uma família grande, pode parecer que todos os dias é aniversário de alguém.

E se essas celebrações envolvem frequentemente bolo ou álcool, pode parecer que cada uma dessas festas é um campo minado, carregado de calorias. Se você não quer ter que comer um pedaço de bolo a cada dia, não fique automaticamente no caminho do bolo quando estiver num desses aniversários.

Você sempre pode mostrar a sua cara na celebração sem ter que fazer parte da comilança.

Lembre-se: As celebrações são sobre as pessoas, não sobre a comida.

Se você tiver dificuldade em resistir a tentação, envite ir a esses encontros ou traga seus próprios petiscos não calóricos. Aqui está outra tática: Nova pesquisa mostra que apenas imaginar-se comendo um quitute pode diminuir o seu desejo de comer a coisa real. Assim, recusar o bolo ou comida na ocasião da comemoração fica mais fácil!

6-Comer porque você está cansado

A temida falta de energia da tarde pode dirigir até o mais disciplinado de nós rumo às comidas açucaradas. Mas sabemos que essa corrida para o açúcar pode causar consequências bem complicadas.

Para evitar isso, de um passeio fora do escritório e procure alguma luz natural rejuvenescedora. Beba uma xícara de café ou um copo de água fria.

A mudança de cenário pode ser exatamente o que você necessita para combater a calmaria da tarde.

7-Comer porque o relógio manda

Você pega seu lanche quando o relógio marca meio-dia, só porque é hora do almoço? Ou corre para a cozinha às 18:00 apenas porque esse é o seu horário típico de jantar?

Não basta comer quando o relógio diz para comer! Quando o horário das refeições chega, use-o apenas como uma sugestão para checar o seu nível de fome atual.

Você está realmente com fome? Se assim for, providencie uma refeição saudável. Se não, espere até que seu corpo lhe diga para comer, e ignore o relógio.

8-Comer porque é gratuito (ou barato)

Todo mundo gosta de fazer um bom negócio. Mas não se deve comer só porque algo é grátis (lembre das amostras grátis no supermercado) ou super barato (compre um refrigerante e tome outro grátis, ou tudo o que você puder comer por um preço único).

Sempre verifique o nível de fome do seu corpo antes de encher automaticamente o seu prato com comida grátis.

9-Comer porque você não pode dizer não a alimentos empurrados

Se você quer agradar às pessoas, pode ser difícil dizer não, especialmente quando amigos ou familiares lhe oferecem aquela comida deliciosa. Às vezes as pessoas que empurram alimentos não aceitam um não como resposta.

Tenha desculpas preparadas em seu saco de truques e seja honesto. “Eu não estou com fome” funciona tão bem quanto “Eu estou tentando perder peso.”

Se você acabar aceitando um pedaço de bolo (ou todo um bolo para levar para casa!), apesar de seus protestos, lembre-se que você está no controle (raramente as pessoas vão tentar insistir tanto e forçar que você coma).

Você sempre pode soltar o garfo ou compartilhar o bolo com vizinhos ou colegas de trabalho, ou simplesmente limitar-se a comer apenas uma pequena parte.

10-Comer porque você sofre de síndrome de prato limpo

Muitas crianças famintas gostariam de poder comer o que você está comendo.

A maioria de nós cresceu ouvindo: “Muitas crianças famintas gostariam de poder comer o que você está comendo”, para nos obrigar a limpar os nossos pratos quando crianças.

As bem-intencionadas técnicas para impedir as crianças de desperdiçar comida e incentivá-las a comer os seus brócolis, acompanham muitos de nós até a idade adulta.

Você ainda se sente obrigado a limpar o prato, mesmo quando você não está com fome o suficiente para terminar tudo, especialmente no conforto de um restaurante onde você está pagando uma pequena fortuna por uma refeição.

Felizmente, a maioria de nós vive com as comodidades da vida moderna, como geladeiras e microondas que tornam possível deixar facilmente quase qualquer refeição para outro momento mais apropriado (nenhum desperdício é necessário!).

Para evitar excessos, faça um balanço do que come durante suas refeições para avaliar o quanto você ainda está faminta. Você pode concluir que você não precisa dos últimos bocados.

Se isso não funcionar, use pratos menores em casa para comer menos! E, finalmente, supere seu medo de sobras.
Todos conhecem inúmeras pessoas que dizem que simplesmente comem o que sobra depois. O que há de errado nisso?

Muitos alimentos têm gosto melhor no dia seguinte, e a maioria das coisas pode ser refrigerada e comida mais tarde sem sacrificar o sabor ou a textura.

Se você come por outros motivos que não fome, converse com você mesma. Saber quanta fome você verdadeiramente sente, pode ajudá-la a reconhecer quando você está comendo por outras razões.

Se você não pode evitar os gatilhos específicos que fazem você comer quando você não está com fome, e não há nenhuma maneira de evitá-los a consciência e o conhecimento dessas estratégias podem te ajudar!

BOA SORTE.

 

ARTIGOS RELACIONADOS:

1- PERDER BARRIGA – COMO TER 1 ANO DE RESULTADOS EM 8 SEMANAS

2- 6 PASSOS SIMPLES E FÁCEIS PARA MUDAR MAUS HÁBITOS ALIMENTARES

3- AÇÚCAR, O VILÃO DA SAÚDE